As crianças e suas afirmações sinceras…

4
136

As crianças sempre me surpreendem com as suas afirmações sinceras. Em um dia ativo, como poucos dos últimos anos, minha filha me disse impressionada após topar um desafio de ponte com ela: “minha mãe, essa academia está te fazendo bem mesmo!”.

Parei para refletir que ela não me conheceu “como eu era antes de te conhecer (de conhecer ela)…”. Que tive uma juventude saudável, com boa alimentação e vida bastante ativa, que até participava de competições esportivas estaduais em categoria juvenil. Depois de adulta, nunca cheguei a ser considerada com sobrepeso (estive mais para “normal”), mas a lembrança dela de mim é uma mãe cansada, cheia de dores pedindo massagem para quem chegasse perto. Sempre com sono e sem tempo para nada (férias é uma palavra que sempre passou longe).

cansada

Sintomas comuns de pessoas que tem uma vida sedentária combinada a uma alimentação highcarb. Sei que isso é ainda mais comum ainda entre nós mulheres, sobretudo após gravidez. Como é difícil dar conta de tudo após tantas mudanças, inclusive no nosso corpo.

Prestei atenção no restaurante como é comum crianças com sobrepeso possuírem mães com sobrepeso também. Não é de surpreender que os pratos estavam cheios de escolhas alimentares semelhantes. Como as nossas escolhas são percebidas pelos nossos filhos sem percebemos claramente os reflexos disso!

Depois de seguir apenas com os benefícios de uma alimentação mais lowcarb durante o ano de 2015, as crises de coluna (e minha quiropraxista) me fizeram crer que o exercício físico não tinha mais como ser adiado. Usei o Desafio Dia a Dia Páscoa de 2016 como estopim para retomar o plano alimentar mais regrado com nutricionista e iniciar os exercícios físicos. Hoje tenho os reflexos positivos da minha dedicação em vários aspectos: na disposição do meu dia a dia, na falta de crises de coluna, em uma pele com menos acne de todos os tempos pós-puberdade, em economia financeira (com tratamento de coluna, com maquiagem, com remédios, com baixa produtividade), no aumento da minha auto-estima com reflexos inclusive no ambiente profissional e, sobretudo, no tempo que passo com meus filhos e no exemplo que dou a eles.

supermae

Sei que ainda estou no começo, sentindo pela primeira vez os desdobramentos mais duradouros deste estilo de vida, mas pelo que sinto sei que não quero outra vida para mim, quero daqui para melhor. Por isso dou valor e vou continuar com meu acompanhamento nutricional, academia e terapia na busca por mais equilíbrio juntamente com pessoas como você que está lendo este post agora.

Muito prazer, eu sou Isabel Sartori e vou compartilhar com você meu Dia a Dia Low-carb aqui no site! 🙂

4 COMMENTS

  1. Bem legal mesmo o texto e a proposta de vida com alimentação mais saudável e prática de atividade física. Eu estou experimentando durante todo esse ano de 2015 não comer nada que tenha farinha de trigo, realmente me sinto bem melhor, enxaquecas diminuíram bastante, me sinto mais disposta e ativa para realizar as atividades dia. E… Tem uma semana que parei de comer açucar, outra vez tentei e só conseguí 2 dias. Agora quero fazer uma experiência de 30 dias. Estou tendo alguns sintomas que atribuo a hipoglicemia, cabeça pesada principalmente em jejum e um pouco de sinusite, Sobre o método Whole onde posso ter acesso as informações??

Deixe seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.