Cetose x Cetoacidose! Qual a diferença?

32

Algumas pessoas tem dúvidas quando fazem dieta low-carb, pois alguns profissionais da área de saúde falam que não se pode fazer por muito tempo ou mesmo que não se pode comer pouco carboidrato senão a pessoa irá desenvolver cetoacidose. Será que isso está certo?

cetose2-630x210

Hilton publicou uma tradução de um post do site http://highsteaks.com/, muito interessante e com um excelente resumo de artigos científicos sobre o tema, se você realmente tiver alguma dúvida depois desse post (ou se gosta de ler artigos) é uma leitura muito interessante.

Outro bom texto para iniciantes sobre o assunto é tratado no grupo Atkins em gotas, e foi feita pela Erikah Azzevedo, vale a pena conferir o grupo!! É bem completo!


O nosso corpo pode produzir corpos cetônicos a partir de gorduras e alguns aminoácidos e seu mecanismo já explicamos no post O que realmente é cetose! Por que produzimos cetonas? Para começar, é uma vantagem evolutiva vital. Nosso cérebro só pode funcionar com a glicose e cetonas. Já que não podemos armazenar mais de cerca de 24 horas no valor de glicose, todos nós morreríamos de hipoglicemia se alguma vez fôssemos forçado a jejuar por mais de 24 horas. Felizmente, nosso fígado pode tirar gordura e selecione aminoácidos (os blocos de construção das proteínas) e transformá-los em cetonas, em primeiro lugar e acima de tudo para alimentar nossos cérebros. Assim, a capacidade do nosso corpo para produzir cetonas é necessário para a sobrevivência básica.

CETOACIDOSE

O que é a cetoacidose diabética? Quando um diabético (geralmente um diabético Tipo I, mas às vezes isso ocorre muito estágio avançado em diabéticos Tipo II) deixa de receber insulina suficiente, eles vão para um estado eficaz de fome. Enquanto eles podem ter toda a glicose no mundo em sua corrente sanguínea, sem insulina, essa glicose não vão ser usadas e eles começar a acumular. Assim, o diabético vão estar efetivamente em inanição. O corpo faz o que ele faria em qualquer um – ele começa a fazer cetonas de gordura e proteínas. Aqui está o problema: o paciente diabético, neste caso, não pode produzir insulina (ou ela não está ativada pelos remédios) e por isso o corpo não sabe quando parar de produzir cetonas. Se os níveis de cetona ficar alta por um longo tempo (especificamente, beta-hidroxibutirato) gera-se um desequilíbrio do pH o que resulta numa profunda perturbação metabólica e o paciente está em estado grave.

CETOSE

Cetose é uma história completamente diferente. Esta condição é alcançada por alguns praticantes do estilo de vida low-carb que se referem a ela como “a vantagem metabólica”. Lembra-se como cetonas não podem ser armazenadas para uso posterior, somente eliminadas através da urina? Bem, as pessoas em dietas de baixo carboidrato vão colher o benefício de ter sua gordura corporal dividida em cetonas e eliminada através da urina se não for usada. Os baixos níveis de insulina são necessárias para a mobilização do tecido adiposo, e a insulina é produzida a partir do pâncreas, principalmente como resultado do consumo de hidratos de carbono na dieta. A razão pela qual praticantes do estilo de vida low-carb não desenvolvem algum dos sintomas negativos como alguém com diabetes tipo 1 é porque uma pessoa em uma dieta low-carb não tem níveis cronicamente elevados de açúcar no sangue. De fato, os low carbers consumem muito pouco carboidrato, e o pouco que eles consomem faz gerir de forma eficaz a insulina que essas pessoas são capazes de produzir.

As pessoas confundem cetose nutricional com cetoacidose diabética por desconhecer conceitos que fogem a luz da bioquímica e da fisiologia… muitos acreditam que ambas as condições são perigosas porque ambas envolvem a formação de cetonas, mas são, na verdade, os efeitos prejudiciais da diabetes não são devidos à cetona somente, mas também porque o sangue está mais ácido e também com açúcar elevado.

Os níveis de cetonas podem ser detectados pela urina, através de fitas indicadoras vendidas em farmácias  ou no sangue por meio de medidores semelhantes aos de glicose (tem um post aqui: Medidor de cetonas).

 

cetose x cetoacidose

Lembrem-se, nós que fazemos essa dieta, produzimos insulina, seja pelo carboidrato que comemos ou pelas proteínas que também ingerimos que também se transforma em glicose pelo meio da gliconeogênese. Nós mantemos o nível de glucagon (hormônio antagônico a insulina e responsável pela lipólise/quebra de gordura) controlado e a quebra de gordura idem tudo porque nessa dieta o nível de insulina também está controlado, é impossível estar em cetoacidose nessas condições.

Na cetoacidose diabética os níveis de cetona estão pra lá de elevados, 20 a 25 vezes maior que na cetose dietética, tudo porque não se tem a insulina sendo produzida e portanto o hormônio antagônico dela, o glucagon, está em descontrole total , e não há controle voluntario no aumento da quebra dos ácidos graxos provenientes das gorduras corporais, e talvez seja essa a diferença presente em ambas condições. Neste artigo, podemos ver a uma tabela sobre os níveis médios de glicose, insulina, cetonas e pH no organismo para cada tipo de dieta.:

Níveis sanguíneosDieta normalDieta cetogênicaCetoacidose diabética
Glicose (mg/dl)80-12065-80>300
Insulin (U/l)6-236.6-9.4~0
Concentração de corpos
cetônicos (mg/dl)
1.8126-144> 450
pH7.47.4> 7.3

Na cetose fisiológica (que ocorre durante dietas cetogênicas com muito pouco carboidrato), a cetonemia atinge níveis máximos de 130-160 mg/dl (não vai mais alto que isso precisamente porque o sistema nervoso central usa eficientemente tais moléculas como fonte de energia, ao invés de glicose) e sem alteração no pH, enquanto na cetoacidose diabética descontrolada ela pode exceder 450mg/dl com concomitante diminuição do pH sanguíneo.]

Cetose é um conceito amplo realmente e é amplo por que não quantifica nada, basta-se ter corpos cetônicos pra se estar em cetose, mas estar em cetose é uma coisa e estar em cetoacidose é outra coisa completamente diferente, assim como estar ceto-adaptado é outra coisa (não basta produzir cetonas para já estar usando elas como energia, precisa de tempo para o corpo acostumar).

Mais informações nestes posts:

32 COMENTÁRIOS

  1. Acabei de ler isso em um site: “a queima de gorduras, por sua vez, produz substâncias ácidas conhecidas como cetonas, que passam a se acumular no sangue. O excesso de cetonas é a chamada acidose que pode causar danos nos olhos, rins, nervos, entre outros problemas…”

    Ou seja, reduzir o consumo de carboidrato não fará o corpo utilizar as gorduras como fonte energética e com isso trazer, segundo a frase acima, os efeitos colaterais tão ruins quanto os da diabetes ?

    • Oi Mathias,

      Eu explico isso no post. Dá uma lidinha de novo e veja se consegue entender melhor. Mas de antemão, cetoacidose, só é possível em diabéticos tipo 2 com insulina descontrolada, se vc não é, então não precisa ficar preocupado com essa possibilidade.

  2. Olá, sou diabética tipo 1, estou fazendo a low carb há 5 dias.. meus niveis glicemicos estao se mantendo entre 60/85 mg/dl, portanto algumas vezes nem tomo a insulina de ação rápida, porém em alguns momentos ela sobe entre 120/180 mg/dl, e daí acabo fazendo a correção com a insulina… A insulina exógena, dificulta a cetose ? Fico muito em duvida em distinguir se aumentou a glicemia por excesso de proteína, se é meu figado que esta fornecendo mais glicose e acabo meio perdida

    • Aí só fazendo testes Amanda. Por exemplo, vc mede sua glicemia antes de comer, e depois mede em 30 minutos e 60 minutos para ver o comportamento, assim vc vai ter noção do que está impactando sua glicemia. Pq isso é muito individual, tem diabéticos que não sobe tanto e tem diabéticos que poucos carboidratos já sobe muita a glicemia e precisa de ajudar de remédios (tipo2) ou de insulina exógena (tipo 1).

      A insulina não chega a tirar da cetose, ainda mais que vc está usando o suficiente para baixar a glicose, o que pode tirar é esse a glicose alta mesmo. De qualquer forma, aconselho comprar o aparelho que mede cetonas também, pq no caso de diabetes, é possível ter cetoacidose, caso fique muito descontrolado e é um estado perigoso.

      Procure um bom nutri que ele vai te passar uma dieta equilibrada e com o mínimo de dose de insulina possível! Obrigado pela visita!

  3. Boa noite, estou fazendo a dieta cetogenica comprei o aparelho medidor de glicose sanguínea e deu 80mg/DL estou em cetose? É uma faixa boa ?

    Obrigado

    • Fabio,

      Só a medição da glicose não tem como indicar o estado de cetose. vc teria que medir as cetonas também. Esse aparelho da OptiumXceed faz isso, mas tem tiras específicas para isso, são da cor rosa. Quanto ao nível, se tiver sido pela manhã em jejum, está no nível bom, a preocupação é quando dá acima de 100, que indica o início de diabetes.

      Obrigado pela visita!

  4. Você pode me ajudar ?Bom, sigo atkins a um tempo já, com várias idas e vindas, no total 4 anos.
    Fiquei um bom tempo fora da dieta, mas desde janeiro retomei o estilo LC.
    Hoje fiz alguns exames de rotina e me preocupei com a glicose, pois deu 95 mg/dl. O máximo é 99.
    A minha dúvida é : Como isso se sigo uma dieta low carb? Será que estou diabética?
    Tenho parentes diabéticos,,aliás, minha mãe é.
    Fiquei realmente preocupada.
    Médico só em abril, por isso coloquei isso aqui para que alguém que entenda me auxilie.
    Agradeço desde já

  5. Adorei o site! Tenho uma duvida, acabei de fazer exame de urina e apareceu “Cetonas 60 mg/DL o que significa? Estou em cetose? É um numero bom? Faço a dieta há 34 dias!

    • Vc está em cetose, heheeh, vc tem que comprar um medidor de cetonas de urina ou de sangue para avaliar melhor, pois eles tem um padrão para classificação. Se vc não tiver com glicose alta (acima de 300) então sim, vc está em cetose nutricional. hehehe

      Valeu Charlene, e obrigado pela visita!

  6. Olá, estou fazendo a dieta cetogenica a 15 dias. Embora eu não seja diabético, minha urina está com um odor doce, sintoma semelhante quando se tem cetoacidose diabética. Pode ser que eu esteja com o PH alterado? Deve para a dieta?

    • Eduardo, se vc não tem diabetes não tem como ter cetoacidose, pois ela precisa de cetonas MUITO ALTAS e GLICOSE ALTA. Com 15 dias é impossível atingir esse tipo de grau.

      Vc pode procurar um médico se achar relevante, em geral, não deve ser comum sair glicose na urina. Não sei informar sobre o odor não sei informar o motivo de estar “doce” em geral em cetose ele é um líquido escuro e cheiro de acetona.

      Abraços, qualquer coisa procura um médico. VAleu

  7. Olá. Tenho uma dúvida a respeito do assunto. Sou diabética tipo 1, faço tratamento com Insulina de Ação Lenta e Insulina de Ação Rápida (está última nas refeições) e pretendo aderir à dieta low carb. Já diminuí bastante o consumo de carboidratos e tive uma significativa melhora no controle glicêmico. Também diminuí em 2/3 a quantidade de Insulina de Ação Rápida aplicada por isso.
    A minha dúvida é: Se eu restringir o consumo de carboidratos a ponto de não precisar aplicar a Insulina de Ação Rápida na maioria das refeições E AINDA ASSIM conseguir manter o nível de glicemia adequado, corro o risco de desenvolver Cetoacidose? Ou somente no caso de hiperglicemia? É possível desenvolver Cetoacidose Diabética com os níveis glicêmicos BONS, mas em razão da falta de Insulina de Ação Rápida?

    • Oi Patrícia, risco (quase) zero, cetoacidose só se dar com hiperglicemia associada.

      De qualquer forma, eu acho que é interessante vc procurar uma boa nutri ou um bom médico que entenda da nossa dieta para ver como vc irá retirar esses medicamentos. A remissão da diabete já foi documentada (não to dizendo cura, mas a necessidade de tomar remédio) mas deve ser feita com orientação médica.

      Muito legal saber que em vc está dando resultado. Muito obrigado pela visita e pelo retorno.

      • Sim, está dando muito resultado. Não restringi tanto a quantidade de carboidratos, não posso dizer que estou fazendo dieta paleo, mas diminuí consideravelmente. Com relação à dosagem de insulina, só adequei à quantidade de carboidratos ingeridas, pois se não o fizer tenho hipoglicemias. No entanto estou aguardando a consulta ao Endocrinologista para ter a opinião dele, claro.
        Também associei a mudança alimentar com a prática de atividades físicas (só o fato de minha glicemia ter ficado mais controlada com a ingestão de poucos carboidratos me fez ter disposição pra praticar atividades físicas todos os dias). Estou me sentindo muito bem, com níveis glicêmicos bons que não conseguia manter desde o início do tratamento, há nove anos atrás, rs.
        Obrigada pelo retorno. Tenha uma boa tarde.

    • Oi Fernando, Só se vc for diabético do tipo que toma insulina, fora isso, é pouco provável. Mesmo comendo zero carbos, nosso corpo produz carboidratos a partir da gordura o proteínas. pode ficar tranquilo. 😀

  8. Boa noite!! Gostei muito do seu blog. Estou iniciando a dieta Veronica e tenho muitas dúvidas ainda. Tenho a máquina de medir glicemia, é possível deduzir o nível de cetose através dos valores da glicemia em jejum?? Minha meta é perder 15 kilos. Obrigada

  9. Bom dia. Meu filho e autista e está com amônia alta problemas no ciclo de ureia. Não posso aumentar as proteínas – aumentei alimentos vegetais e passei a usar os tubérculos ( rotacionado) em forma de purês / isso acaba aumentando os carbos. Na dieta, quais os alimentos Q sugere no caso da exclusão das carnes?

    • Nilceia, eu acho que excluir carnes, é algo complicado. Até vegetariano tem problemas com isso. Acho que vc deveria discutir com seu médico\nutricionista para isso. No meu pouco conhecimento, a retirada do trigo, contribui muito para a melhora do autista, mas de carne eu não sabia. Vale a pena uma conversa com seu médico, se possível, um médico que entenda paleo cientificamente.

  10. Ops…aqui consegui! Vou repostar o que te perguntei lá no seu site 😉

    Olá Reiner…
    Tentei comentar lá no blog que vc fala sobre a cetose mas não consegui. A parte de comentários está “desativada”. Poderia me ajudar?!
    Comecei a dieta cetogênica há 2 dias. Estou com dúvida se tenho que fazer uma contagem das calorias. E como saber qual a quantidade de gorduras diária que devo ingerir? Fiz uma simulação da minha alimentação de hoje e a quantidade de proteinas consumida está um pouco mais alta do que a de gordura. Consumi em média 95g de gordura e 112g de proteina, um total de apenas 1380 calorias o.O
    De acordo com meu peso corporal e atividades fisicas que faço, deveria consumir em média 1900 kcal. Na dieta cetogênica existe a contagem das calorias e gorduras? Sei que a proteina deve ser consumida, em média, 2x o peso corporal. Fico muito grata se pudesse me ajudar. Obrigada!!

    • Olá Micaella,

      Segundo suas informações vc tá consumindo 63% (95*9,1/1380) de energia em gordura, está bom. porém a quantidade de proteína vai depender do seu peso corporal MAGRO, ou seja, o seu peso sem quantidade de gordura (avaliação em médico ou academia) e do seu objetivo. 1 a 1,5g/kg se for p emagrecimento, até 3g/kg para ganho de massa.

      Não precisa ficar se preocupado com calorias, seu corpo vai controlar isso naturalmente. isso só precisa ser avaliado caso não haja resultados favoráveis. hehe

      Abraços,

      • Reiner! Muito obrigada pelos esclarecimentos! Suas informações são de muita utilidade. Só mais uma pergunta: qual o consumo de carbo (acidentalmente) admissível na dieta, pra entrar em cetose?
        porque alguns alimentos tem carbo, pouco mas tem, tipo 0,5g. Tipo o ovo, maionese, creme de leite…

        grata mais uma vez!

        • Obrigado Micaella.

          Então, quanto aos carbs, é difícil zerar e nem é necessário isso, ainda mais se vc não for diabética, hehehe. Mas o valor é muito pessoal. Em geral, até 50g de carboidratos ainda te mantém na dieta, alguns nutricionista gostam de trabalhar com 20g para induzir a uma cetose mais rápida.

          Eu por exemplo, saio da cetose facilmente acima de 15g de carboidrato, mas eu só quero ficar MUITO cetogênico quando quero emagrecer muito, mas é complicado isso. Para mim funciona uma semana cetogênica (< 20g) e outra semana paleo-cetogência (<50g). Eu só saio da dieta quando como chocolate ou algo doce super gostoso, aí a compulsão ataca ahhaha. Dá trabalho voltar. Valeu, e fico feliz que vc tenha gostado.

          • Eu te entendo! Hoje entrei em cetose em não aguentei, acabei comendo doce a tarde
            Estava com dúvida com relação ao carbo pq fiz as contas e estava dando 10g.
            Muito, muito obrigada pela atenção dispensada.
            Essa dieta é bem difícil! Parabéns!!

  11. Olá Reiner, parabéns pelos ótimos post sobre cetose.
    Desde abril faço a dieta Low Carb, mas passei a cetogênica há uma semana. Queria emagrecer 5kg, embora tenho percebido o peso aumentar, também percebo as medidas diminuírem. Pode isso?
    Outra coisa, meu consumo de carb raramente passa de 10, gordura em torno de 70 e proteínas por volta de 55…uso o fatsecret para tudo. Medi as cetonas e deu 0,5 e foi de manhã após ter tomado café com adoçante e comer queijo minas padrão. As vezes faço JI ter 16, 24 e até 36hs. Tenho facilidade pra isto. Li tanta coisa que estou confusa sobre o 0,5. Para mim tá baixo. O que pode estar errado?
    Por último, graças a esta dieta, minhas crises epilépticas estão sendo controladas. Depois de 7 anos tomando todos os tipos de medicamento, a alimentação que está ajudando. Maravilha!! Estou super feliz…

    • Olá Viviane,

      Fico super feliz em saber que suas crises epilépticas estão controladas, eu acho um absurdo os médicos não indicarem esse tipo de dieta, que comprovadamente ajuda, inclusive contra doenças como autismo.

      Sim, 0,5 é baixo, mas já indica que vc está começando ficar em cetose. Se vc disse que só tem uma semana, então tá normal, leva-se as vezes 2 semanas para atingir valores próximoas a 2.

      Peso aumentar e medidas descerem, geralmente é sinal da troca de gordura por músculo. Eu sugiro que vc ignore esses 5kgs que vc quer perder, e sim foque no corpo que vc quer ter. Uma outra medida boa é a %gordura corporal, talvez seja mais interessante que o peso do corpo. hehe
      Queijo pode ser gordo, tome cuidado com o minas padrão, veja quanto tem de carbs, se possível ligando para a empresa, pois se tiver menos que 0,5g por porção, eles podem colocar 0 no lugar. as vezes isso atrapalha.

      Se depois de 3 a 4 semanas vc não perder peso, eu sugeriria vc retirar produtos derivados do leite para testar se vc tem alguma intolerância a eles. pode funcionar, mas espere para ver se a cetose tem efeito. ALÉM disso, sempre procurar um bom nutricionista (ou seja, entende de paleo e de lowcarb) pode ajudar, pq ele vai procurar outras causas, como hormonais.

      Um abraço,

  12. Olá, Rainer.
    Te fiz outra pergunta hj lá no post sobre cetose. Mas, agora apareceu outra dúvida. Para estar ceto-adaptado, precisamos necessariamente estarmos em cetose?

    • Com certeza Maria. Agora, estar em cetose, não quer dizer que vc está ceto-adaptado. Qualquer pessoa em jejum fica em cetose de 2 a 3 dias. Mas ceto adaptado é a capacidade de usar a gordura como fonte de energia de forma eficiente, e isso demora um pouco, no mínimo 2 semanas para quem está começando.

Deixe seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.