A dieta cetogênica e Câncer: Em que ponto estamos?

4

Li um artigo no Low Carb News, resumo dos artigos científicos e notícias compartilhadas constantemente pelo Dr. Souto em seu Twitter, feito pela Carolina Amaro – administradora do blog, e achei interessante traduzir aqui, pois é um tema bem interessante e eu espero que a medicina avance muito nesse assunto.

cancer_cells

O post é do Dr. Colin Champ que é um oncologista e especialista em nutrição. Ele é o autor de “Enganos da Medicina: A verdade por trás das recomendações médicas mal aconselhadas e como tomar controle da sua saúde”  e você pode ouvir mais dele como o anfitrião doincrivelmente” popular Caveman Doctor podcast.

Vamos ao post (aqui) e segue uma tradução livre:

=================================

A dieta cetogênica e Câncer: Em que ponto estamos?

A dieta cetogênica tem sido considerada como uma opção potencial para o tratamento de muitos problemas médicos, incluindo obesidade, diabetes e doenças neurodegenerativas.

A grande melhoria em pacientes com disfunção metabólica, tanto em pessoas que estão acima do peso ou têm a doença arterial coronariana ou aqueles com outros problemas de saúde metabólicos, foi mostrada muitas vezes em importantes estudos randomizados. 1-6

Também foi mostrado que a dieta cetogênica resulta numa diminuição, e muitas vezes não intencional, no consumo total de alimentos devido à diminuição da fome. O que é benéfico para aquelas pessoas que estão tentando perder peso e aquelas que normalmente tendem a comer demais.

No século passado houve uma infinidade de dados pré-clínicos que sugerem o potencial de uma dieta cetogênica como uma ajuda na tratamento do câncer. 7,8

Os benefícios de uma dieta cetogênica, e manipulação dietética, em geral, podem ser um auxílio poderoso para os tratamentos atuais contra o câncer, por sinergicamente trabalhar com a quimioterapia e a radioterapia e fazer morrer de fome as células cancerosas, deixando-as mais suscetíveis a danos causados ​​por estes tratamentos.7-10

Estudos recentes em ratos mostraram que quando se compara a terapia de radiação com uma redução de calorias sob a forma de hidratos de carbono, a radiação tem muito mais eficiência para matar células cancerosas, reduzir o crescimento do cancro, e inibir a sua capacidade de se espalhar.11

Outros estudos em ratos demonstraram que uma dieta cetogênica, quando aplicada em conjunto com terapia de radiação para o tratamento de tumores cerebrais em ratos, resultou na erradicação destes tumores na maioria dos ratinhos. 12

A partir da quantidade de dados pré-clínicos que se acumula no dia a dia, podemos inferir vários fatos em relação ao potencial de manipulação dietética e uma dieta cetogênica, no tratamento do câncer, sendo os principais:

    • Em primeiro lugar e acima de tudo, os benefícios da dieta cetogênica foram demonstrados para quando é feita juntamente com os tratamentos tradicionais. Não há dados que sustentem que a dieta por si só pode tratar, curar, manter ou gerir o câncer. Esperemos que esses dados possam estar disponíveis em breve, mas até o momento, não há dados para apoiar as observações feitas por aqueles que afirmam que a dieta por si só é um tratamento para o câncer.
    • Os dados pré-clínicos são convincentes, porém estes dados são de animais. Enquanto nós procuramos caminhos que conhecemos como vitais para a sobrevivência ao câncer através de fármacos de custos milionários, com efeitos equivalentes a dieta cetogênica. Não existem testes em humanos que comprovem estes benéficos.

Enquanto esses fatos por si só não desacreditam a dieta, nós devemos ter cautela e de forma alguma deve-se impedir o tratamento padrão.

O que sabemos em humanos:

Sabemos que as pessoas com estados metabólicos resultantes de uma dieta rica em carboidratos incluindo os níveis sanguíneos elevados de açúcar e os níveis elevados de insulina e obesidade têm taxas mais altas de câncer e tem tratamentos com desempenho piores. 13-16 Sabemos também que vários caminhos que são reprimidos por uma dieta cetogênica também podem tornar as células mais suscetíveis a serem mortas por quimioterapia e radioterapia. 17

Se o tratamento é replicado em seres humanos, pode ser uma potencial e não tóxica opção auxiliar no tratamento. No entanto, embora seja um pensamento pessimista, ele também poderia ser apenas uma das muitas opções de tratamento em sua fase experimental que não oferecem os mesmos benefícios em humanos que eles fazem em ratos.

A dieta cetogênica é provavelmente segura e com toxicidade mínima. Isso tem sido demonstrado em dados retrospectivos e em um estudo de Fase I. 9,18 Mas provavelmente nunca será demonstrado em um estudo de larga escalapois um estudo dietético com centenas de pacientes com câncer será quase impossível de executar.

Além disso, enquanto que a cetose é um estado fisiológico natural do corpo humano, cuidados deves ser fornecidos quando ela é usada com quimioterapia e terapia de radiação, uma vez que estes tratamentos podem criar um ambiente não-natural no interior do corpo que é difícil de gerir.

Níveis elevados de glicose no sangue em pacientes com câncer dão resultados drasticamente piores no tratamento.19 Infelizmente, muitos pacientes com câncer tem seus níveis de glicose elevado drasticamente, devido aos esteróides e outros medicamentos que devem receber durante o tratamento. Foi mostrado que a dieta cetogênica compensa este potencial aumento dos níveis de glicose no sangue. 9 Esperemos que os ensaios que estão sendo realizados mostre se isso leva a um benefício de sobrevivência.

Resumo da Ópera:

Idealmente, um dia a manipulação dietética será uma forma de tratamento do câncer em si, ou, pelo menos, um método de melhorar os tratamentos atuais. Os dados pré-clínicos são emocionantes, mas, infelizmente, ainda temos um longo caminho a percorrer.

O câncer é um camaleão que imita as funções celulares inatos do nosso corpo para evitar danos, e é uma tarefa difícil reproduzir e manipular esse aspecto do câncer, poupando o corpo  de quaisquer outros efeitos secundários. Esperemos que os estudos que avaliam os efeitos sinérgicos da dieta e tratamento do câncer, forneçam mais pistas sobre os potenciais benefícios da dieta, bem como identifique os pacientes de câncer que podem se beneficiar mais.

Nós não estamos lá ainda, mas estamos todos esperando que a dieta, especialmente a dieta cetogênica, possa fornecer uma maneira não tóxica para o tratamento de um das mais temidas e mortais doenças do nosso tempo. Por favor, apoiem os ensaios clínicos para ajudar a fornecer-nos estas respostas.

Referências:

1. Forsythe C, Phinney S, Fernandez M, et al. Comparison of Low Fat and Low Carbohydrate Diets on Circulating Fatty Acid Composition and Markers of Inflammation. Lipids. 2008;43(1):65-77. doi:10.1007/s11745-007-3132-7.

2. Volek J, Phinney S, Forsythe C, et al. Carbohydrate Restriction has a More Favorable Impact on the Metabolic Syndrome than a Low Fat Diet. Lipids. 2009;44(4):297-309. doi:10.1007/s11745-008-3274-2.

3. Forsythe C, Phinney S, Feinman R, et al. Limited Effect of Dietary Saturated Fat on Plasma Saturated Fat in the Context of a Low Carbohydrate Diet. Lipids. 2010;45(10):947-962. doi:10.1007/s11745-010-3467-3.

4. Westman EC, Mavropoulos J, Yancy WS, Volek JS. A Review of Low-carbohydrate Ketogenic Diets. Curr Atheroscler Rep. 2003;5(6):476-483.

5. Yancy  Jr. WS, Olsen MK, Guyton JR, Bakst RP, Westman EC, Yancy Jr. WS. A low-carbohydrate, ketogenic diet versus a low-fat diet to treat obesity and hyperlipidemia: a randomized, controlled trial. Ann Intern Med. 2004;140(10):769-777. Available at: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/15148063.

6. Westman EC, Yancy Jr. WS, Mavropoulos JC, Marquart M, McDuffie JR, Yancy  Jr. WS. The effect of a low-carbohydrate, ketogenic diet versus a low-glycemic index diet on glycemic control in type 2 diabetes mellitus. Nutr Metab. 2008;5:36. Available at: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/entrez/query.fcgi?cmd=Retrieve&db=PubMed&dopt=Citation&list_uids=19099589.

7. Champ CE, Baserga R, Mishra M V, et al. Nutrient Restriction and Radiation Therapy for Cancer Treatment: When Less Is More. Oncologist. 2013;18(1):97-103. doi:10.1634/theoncologist.2012-0164.

8. Klement R, Champ C. Calories, carbohydrates, and cancer therapy with radiation: exploiting the five R’s through dietary manipulation. Cancer Metastasis Rev. 2014:1-13. doi:10.1007/s10555-014-9495-3.

9. Champ C, Palmer J, Volek J, et al. Targeting metabolism with a ketogenic diet during the treatment of glioblastoma multiforme. J Neurooncol. 2014:1-7. doi:10.1007/s11060-014-1362-0.

10. Simone BA, Champ CE, Rosenberg AL, et al. Selectively starving cancer cells through dietary manipulation: methods and clinical implications. Futur Oncol. 2013;9(7):959-976. doi:10.2217/fon.13.31.

11. Saleh AD, Simone BA, Palazzo J, et al. Caloric restriction augments radiation efficacy in breast cancer. Cell cycle Georg Tex. 2013;12:1955-1963. doi:10.4161/cc.25016.

12. Abdelwahab MG, Fenton KE, Preul MC, et al. The ketogenic diet is an effective adjuvant to radiation therapy for the treatment of malignant glioma. PLoS One. 2012;7(5):e36197. doi:10.1371/journal.pone.0036197.

13. Calle EE, Rodriguez C, Walker-Thurmond K, Thun MJ. Overweight, obesity, and mortality from cancer in a prospectively studied cohort of U.S. adults. N Engl J Med. 2003;348(17):1625-1638. doi:10.1056/NEJMoa021423 348/17/1625 [pii].

14. Champ CE, Volek JS, Siglin J, Jin L, Simone NL. Weight gain, metabolic syndrome, and breast cancer recurrence: are dietary recommendations supported by the data? Int J Breast Cancer. 2012;2012:506868. doi:10.1155/2012/506868.

15. Decensi A, Puntoni M, Goodwin P, et al. Metformin and cancer risk in diabetic patients: a systematic review and meta-analysis. Cancer Prev Res (Phila). 2010;3(11):1451-61. doi:10.1158/1940-6207.CAPR-10-0157.

16. Goodwin PJ, Ennis M, Pritchard KI, et al. Insulin- and Obesity-Related Variables in Early-Stage Breast Cancer: Correlations and Time Course of Prognostic Associations. J Clin Oncol. 2012;30(2):164-171. doi:10.1200/jco.2011.36.2723.

17. Klement RJ, Champ CE. Calories, carbohydrates, and cancer therapy with radiation: exploiting the five R’s through dietary manipulation. Cancer Metastasis Rev. 2014. doi:10.1007/s10555-014-9495-3.

18. Fine EJ, Segal-Isaacson CJ, Feinman RD, et al. Targeting insulin inhibition as a metabolic therapy in advanced cancer: a pilot safety and feasibility dietary trial in 10 patients. Nutrition. 2012;28(10):1028-1035. doi:10.1016/j.nut.2012.05.001.

19. McGirt MJ, Chaichana KL, Gathinji M, et al. Persistent outpatient hyperglycemia is independently associated with decreased survival after primary resection of malignant brain astrocytomas. Neurosurgery. 2008;63(2):286-91; discussion 291. doi:10.1227/01.NEU.0000315282.61035.48.

================================================

Agradeço ao Dr. Souto por divulgar essas informações!!

4 COMENTÁRIOS

  1. Estou fazendo a dieta e o tratamento, me sinto bem melhor, mais disposta bem , sem dores, também uso chás de crajuru, e tomo o leite da tiborna diluído em água.
    Além de tudo isso creio no autor da vida, e autor de milagres Jesus Cristo meu Senhor.

Deixe seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.